Indústria de SC prevê investir R$ 2,5 bi até 2013

EURO Feiras de Negócios > Notícias  > Indústria de SC prevê investir R$ 2,5 bi até 2013

Indústria de SC prevê investir R$ 2,5 bi até 2013

A previsão de investimentos da indústria catarinense para o período 2011-2013 é de R$ 2,48 bilhões, sendo que mais da metade (R$ 1,60 bilhão) deve ocorrer em 2011. A projeção de investimento para este ano é 18% maior que o valor investido em 2010 (R$ 1,3 bilhão). Para 2012, estão programados investimentos de R$ 411 milhões e para 2013 R$ 469,9 milhões. Os dados estão na publicação Desempenho e Perspectivas da Indústria Catarinense 2011, realizado pela FIESC.

Até 2013, os maiores investimentos serão realizados pelos setores metalurgia, celulose e papel e alimentos e bebidas. A maior parte dos investimentos programados para o triênio ficará em Santa Catarina (72%). Outros estados receberão (25%), 1% vai para o exterior e 2% em local a ser definido. Com os investimentos previstos até 2013, estima-se que sejam gerados 18 mil novos empregos, sendo 14 mil em Santa Catarina e quatro mil fora do estado.

A principal finalidade dos investimentos são aquisição de máquinas e equipamentos, aumento da capacidade produtiva e atualização tecnológica. Para os investimentos futuros a tendência é reduzir utilização de capital próprio e aumentar a captação em bancos de fomento. A previsão é utilizar 44% de recursos próprios, 32% de financiamentos de bancos de fomento, 12% de bancos privados nacionais e 7,4% de bancos de fomento via bancos privados, entre outros.

Segundo 43,3% das indústrias consultadas, os investimentos previstos para 2011 buscam atender apenas o mercado interno. Para 55,8% a pretensão é atender tanto o mercado interno quanto o externo e para 1% a finalidade é só o mercado externo.

De acordo com a pesquisa, realizada com 133 empresas de 19 setores da indústria de transformação, os fatores que poderão colocar em risco os investimentos planejados são demanda incerta, elevados custos das matérias-primas e insumos, altas taxas de juros, restrição ao crédito, política tributária, concorrência com produtos chineses, inflação, força de trabalho qualificada, estagnação do mercado e política cambial.

Publicação – Desempenho e Perspectivas da Indústria Catarinense é um estudo da FIESC realizado desde 2000. Esta é a 11ª edição do trabalho, que estará disponível para download, gratuitamente, no portal FIESCnet no endereço www.fiescnet.com.br/pei.

user-gravatar
webmaster
No Comments

Post a Comment

Comment
Name
Email
Website